Clássicos da Sessão da Tarde

Karatê Kid

Nossa, esse é tão velho quanto eu, o filme é de 1984! O ano que eu nasci! Quem não se lembra das clássicas cenas de Daniel Larusso dando chutes no ar, limpando o carro ou ainda pintando a cerca do Sr. Miyagi. O filme foi responsável pela renovação da cultura oriental que vinha enfraquecida depois de Bruce Lee. Pat Morita, o mestre das artes marciais, foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro no ano seguinte como melhor ator coadjuvante. O filme ainda teve três continuações, todos passados na Sessão da tarde. Ao que parece desde 2009 um remake está sendo gravado com a participação de Jackie Chan. Resta esperar pra ver.




Um príncipe em Nova York


Eddie Murphy por si só já é um clássico da Sessão da tarde! No filme o ator inicia uma de suas características mais marcantes, a interpretação de vários personagens. Além do príncipe Akeem, Eddie Murphy também interpreta os personagens da barbearia frequentada pelo príncipe. A sátira ao Mc Donald´s foi o que mais me marcou, não só pela visão capitalista do dono, mas também porque aqui no Brasil se tinha, ou ainda tem, o costume de dizer que a rede de fast food promove trabalho “escravo”. O filme recebeu 2 indicações ao Oscar como melhor figurino e melhor maquiagem.



Três solteirões e um bebê

Confesso que é um dois meus filmes prediletos e que também que na época nunca cheguei a notar o tal fantasma em uma das cenas. Já hoje em dia prefiro não ver, me dá arrepios. Deixando o terror de lado, sempre gostei mais do Michael (Steve Guttenberg), mas na continuação do filme, filnamente, a mãe da menina se casa com o protagonista de bigodinho mais charmoso do mundo do cinema (segundo diria a Mônica de Friends) Tom Selleck. A trilha sonora é muito boa e acompanha Bad Boy de Miami Sound Machine, grupo da então ilustre desconhecida Gloria Estefan.

Infelizmente não foi possível encontrar nenhuma cena do filme que não fosse a do fantasma!!! Não vou colocá-la aqui .Vai que o garoto resolve aparecer aqui no blog?! Então ficao clipe de Bad Boy para matar a saudade.



Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
8 Comentários
8 comentar
avatar

Não consigo pensar em Karatê Kid (aka Daniel-san) sem que venha à minha memória a música "The glory of love", do Peter Cetera.

Responder
avatar

Eu tb, mas não consegui achar nenhuma cena boa com essa música....

Responder
avatar

Só lembro muito vagamente desses filmes, acho que nunca cheguei a assistí-los do começo ao fim. O que será que eu andava fazendo na hora da Sessão da Tarde?

Responder
avatar

Já está disponível no Youtube o trailer da nova versão de Karatê Kid (The Karate Kid), com o filho do Will Smith no papel principal. A história não poderia ser mais clichê: o menino tem de se mudar com a família para a China e passa a sofrer com as diferenças culturais. Para não apanhar dos garotos na escola, recebe umas lições de caratê e aprende o valor do respeito, da disciplina e da fé em seus objetivos.

Posso estar enganado, mas é fria. Remake não supera clássico.

Em tempo: lembrar-se vagamente desses filmes é atestado de Alzheimer.

Responder
avatar

Nossa quem é vivo sempre aparece né Marcelo???

Responder
avatar

Nunca é tarde. Fiz um comentário também no post sobre o livro "Indomada".

Karatê Kid estreia no Brasil dia 13 de agosto deste ano e, pasmem, tem Jackie Chan no papel de treinador. Ou seja: pouca interpretação e muuuuuita pancadaria.

Descobri: Thalía e o SBT sabem a razão de Vinicius não se lembrar dos filmes da Sessão da Tarde.

Responder
avatar

Não fale mal do Jackie... certamente, ele não será o pior do filme...

Ralph Macchio e Pat Morita eternizaram os personagens.

Mi, está aí uma dica de post: falar sobre remakes.

Responder
avatar

Ótima idéia Giovi!

Valeu pelo apoio Má.

Responder