Jô Soares e o time do Santos

Ontem no programa do Jô Soares estava presente o time do Santos. Novamente a diretoria santista saiu na frente de diversos times e conseguiu montar uma excelente equipe apenas com a garotada! Da última vez que o time deu oportunidade aos jovens talentos conseguiu nada mais nada menos revelar o jogador Robinho!

Sou São Paulina, amo meu time, mas sei reconhecer o bom futebol de outras equipes, só tenho ódio mortal quando eles comemoraram e dançam contra o São Paulo, mas a-d-o-g-o (Dicesar, 2010) quando é contra o Palmeiras e o Corinthians.

Além das dancinhas comemorativas, o Jô Soares, que me surpreendeu, tocou no assunto polêmico do meio esportivo da semana passada. Alguns jogadores do Santos se recusaram a entregar ovos de Páscoa para crianças especiais só porque eram de uma Casa Espírita. O jogador Robinho deu uma declaração dizendo que o time não queria se envolver com religião. Está bem, mas as crianças não tinham culpa, bastava entrar, entregar e sair o mais rápido possível. Nem mesmo o presidente e o técnico conseguiram convencer os jogadores, que se recusaram a descer do ônibus e fazer a entrega. Sabe-se que boa parte dos jogadores do Santos é evangélica, daí eu me pergunto se a entrega dos Ovos fosse em uma Igreja Evangélica eles iriam se importar em se envolver com religião.

A entrevista é muito longa, então selecionei apenas duas partes dela para mostrar a vocês.





Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
2 Comentários
2 comentar
avatar

Não sabia que o time inteiro ia ontem, senão teria visto o programa.
Admiro o "futebol arte" dessa equipe, apesar de não gostar do jeito metido a besta de Robinho e Neymar.
No domingo, o presidente do Santos esteve no meu programa preferido de debate futebolístico, o "Mesa Redonda" da Gazeta. Ele é um senhor muito educado e fala muito bem. Com desenvoltura, conseguiu dar uma resposta até que compreensível sobre a atitude nojenta daqueles jogadores, em relação à doação. Disse que os jogadores são jovens e agiram por impulso, mas que doariam camisas do jogo desta 4a à instituição.
Isso não apaga o que eles fizeram, mas, se vcs vissem o presidente falando, compreenderiam que ele estava com vergonha, mas, como representante do time, tinha de dar uma resposta que não fosse igual a que meu ídolo Flávio Prado deu: "os jogadores que se recusaram a fazer caridade são uns imbecis, IMBECIS! Precisam entender que, com o baixo nível intelectual que têm, não conseguirão fazer mais nada na vida além de jogar futebol."
Créééuuuu!! Amo o Flávio Prado!

Responder
avatar

Putz não tinha visto esse créu! Foi na velocidade da Luz! Amei!

Responder