Clássicos da TV Brasileira - Máquina Quase Mortífera e Um drink no inferno

Máquina Quase Mortífera



Atendendo aos pedidos vamos relembrar um dos filmes mais famosos de Emilio Estevez, irmão de Charlie Sheen.

Seguindo a mesma linha de paródia de Top Gang, Máquina quase Mortífera é uma sátira do filme Máquina Mortífera. O filme é tão nonsense que o enredo se resume a particamente isso: o policial Wes Luger (Samuel L. Jackson), depois da morte de sua parceira, acaba fazendo uma desastrada parceria com o policial Jack Colt (Emilio Estevez) para impedir que um grupo de bandidos liderado pelo General Curtem Mortars (William Shatner) consiga a tão inusitada fórmula que transforma cocaína em biscoitos! Além de satirizar “Máquina Mortífera”, o filme também faz paródia de “Silêncio dos Inocentes” e “Instinto Selvagem”, claro que com um humor nada correto, estilo comédia pastelão, mas muito criativo e engraçado! Abaixo um trecho do filme e reparem na fantástica lavagem de dinheiro!

            

Um drink no inferno

Aproveitando a onda Crepúsculo, por conta da estréia do filme Eclipse, selecionei Um drink no inferno para nos lembrar do tempo em que vampiros eram de fato vampiros!

Este não é um filme clássico da Sessão da Tarde como Máquina quase Mortífera, mas já passou na Tela Quente e várias vezes no canal Band. Com um elenco de primeira linha (Geoge Clooney, Quentin Tarantino, Juliette Lewis e Salma Hayek), Um drink no inferno entrou para a minha lista de filmes no mínimo interessantes. As continuações não são tão boas, mas gostei muito do primeiro. O filme conta a história de dois irmãos (Seth Gecko – George Clooney e Richard Gecko – Quentin Tarantino) procurados pela polícia por várias mortes e que seqüestram um ex-pastor e seus filhos para poderem atravessar a fronteira com o México; lá se dirigem a uma casa noturna frequentada por caminhoneiros e motoqueiros. O lugar é uma espécie de prostíbulo com dançarinas pra lá de sanguinárias e que ao contrário dos atuais vampiros, queimam e morrem no sol! Consigo me lembrar perfeitamente da transformação das lindas dançarinas em vampiras horrorosas!

O roteiro é do próprio Quentin Tarantino que também produziu as duas seguintes sequencias de Um drink no inferno, mas sem a presença ilustre de George Clooney. A chamada do vídeo abaixo é bem tosca, mas dá para relembrar algumas cenas do filme.

            

            

Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
4 Comentários
4 comentar
avatar

Mi, obrigada por postar o 'Máquina quase mortífera'!

Lembrei de um filme bem nostálgico: "Willow"

Responder
avatar

Willow, não conheço, como isso é possível? rsrsrs

Responder
avatar

"Willow - Na terra da magia"???!!!

Aquele do anão, da bebê ruiva e do Val Kilmer!

Responder
avatar

Hello, just wanted to say, I liked this post. It was helpful.

Keep on posting!

my website :: brandon marshall jersey shirt

Responder