Clássicos da TV brasileira - Um tira no jardim de infância e As bruxas de Eastwick

Robocop – O policial do futuro



Antes mesmo dos Mamonas Assassinas fazerem do Robocop um gay, ele já era muito famoso! Murphy era um dos meus ídolos! Depois de quase morto, Murphy é transformado em robô, porém consegue guardar um pouco de sua memória, conseguindo se lembrar de sua mulher e de sua filha. Eu sempre quis que ele tivesse um par romântico, mas sua parceira Anne Lewis morre no terceiro e último filme da série. Além disso, foi por causa do Robocop que entendi sobre o caos que uma greve de policiais poderia fazer em uma cidade. Com oito anos eu não tinha nem idéia do que era uma greve.



Dos três filmes particularmente gosto mais do último, apesar do ator Peter Frederick Welle não interpretar mais o Murphy e sim o ator Robert John Burke. Robocop 3 apresenta cenas mais engraçadas e continua com a mesma pancadaria dos filmes anteriores. Assim como Rambo, Robocop consegue matar todo mundo, sempre destruindo todos os robôs, não importa o tamanho e seu poder de fogo.

Um tira no jardim de infância



Cansei de ver esse filme na Sessão da tarde! E pior de tudo é que eu gostava! Não pelo fato de um homem daquele tamanho como Arnold Schwarzenegger ser um professor para crianças, mas gostava da história em si. Schwarzenegger é Kimble, um policial disfarçado que tenta investigar a família de um traficante. Como o filho do criminoso ainda está no jardim de infância, e sua parceira sofre uma intoxicação alimentar, Kimble é obrigado a virar professor das crianças. É claro que o fato do policial não ter o menor tato com os pequeninos gera situações bem cômicas, que hoje, ao menos para mim, perderam a graça.

As Bruxas de Eastwick


Esse eu assisti umas 15 vezes em Temperatura máxima, aos domingos, e é um dos meus filmes preferidos da minha infância. Só depois na adolescência é que fui descobrir que uma das bruxas era a Cher. Bom, quem já assistiu ao filme sabe que elas eram bruxas bem fajutas, sem muito poder especial, a não ser pelo fato de invocarem, sem querer, um homem ideal para suas vidas. O único problema era que Daryl Van Horne (Jack Nicholson), conseguia ser ideal para as três ao mesmo tempo, fazendo com que as amigas brigassem por ele. A parte que eu mais gostava era quando Daryl mostrava sua verdadeira face! Além de Cher, as outras bruxas eram Susan Sarandon e Michelle Pfeiffer e claro que a mulher gato era a minha favorita!

Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
8 Comentários
8 comentar
avatar

Miiiii
Nossa nostalgia total!!!

Murphy era o cara!!! Eu tinha o boneco do Robocop!!! kkkkkkkk

Um Tira no Jardim de Infancia...nussa...o Scharza tava mto engraçado!!! Todo linha dura assustando a gurizada!!! kkkkkk

Sabe um filme q eu lembrei??? Elvira a Rainha das Trevas.....kkkkkkk

Responder
avatar

Lipe, já postei sobre a Elvira! Até coloquei a parte que ela balança os peitos!! hahahaha, hilária!

Responder
avatar

uhauhuahuauuaha
Seria a Gi??? kkkkkk

Responder
avatar

Sim , antes de virar jornalista! hahahaha

Responder
avatar

Oi Michele, acabei de ler o seu post sobre LOST e vou comentá-lo aqui mesmo. Bom, achei muito sensato o que vc escreveu. Não concordo que a tal realidade paralela seja um lugar pós-morte ou que todos estavam mortos (vc não acha esquisito o lugar pós-morte ser tão burocrático quanto a Terra com check ins, hospitais e delegacias?!), é simplesmente uma realidade paralela, acho que quem acompanha FRINGE (também de J. J. Abrams) consegue entender melhor. Acho que vc levantou a questão central: “o que aconteceu com os que ‘viveram’”. No entanto, como já falei, essa era uma questão central e não podia ser ignorada como foi. Os autores criaram dois universos, mas só concluíram um deles (muito cômodo não acha?), por essa razão, não foi um final ruim, mas não ficou a altura da série.

Responder
avatar

"Os meninos tem pênis e as meninas tem vagina"

Responder
avatar

kkkkkk É Diego, essa é a frase clássica de Um tira no jardim de infância! rsrsrsrs

Responder
avatar

These are truly impresѕivе ideas іn on the topіc of
blοgging. Yοu have touched some good fаctors
hегe. Any way keeρ up wгinting.


Check out my blog post; Pay Day Loans
My web blog ; Pay Day Loans

Responder