Sexta temporada de Grey's Anatomy



A sexta temporada de G.A (Grey's Anatomy) finalmente chegou ao fim. Adorei o fato da Sony não ter esperado tanto tempo assim para passá-la! Espero que passem a 7ª temporada tão logo quanto comece nos Estados Unidos.

Nesta temporada vimos a derrocada do chefe Dr. Webber por conta de seu alcoolismo e ascensão de Derek ao poder. Com isso tive pena do antigo chefe e passei a odiar Derek Shepherd que novamente mostrou um pouco da sua face arrogante, metida e desnecessária. Odiei também ver a Meredith submissa a seu marido. Queria que sua mãe voltasse das cinzas e desse uns tapas na filha, mas como isso não foi possível torço pra que a Cristina Yang acorde o lado ambicioso de Meredith. Falando em Cristina, nesta temporada, a “prostituta da cardiologia” estava como sempre ótima. Detesto seu lado egoísta, mas devo confessar que G.A sem ela não seria o mesmo, pois por várias vezes, inclusive nessa temporada, Sandra Oh e sua personagem levaram a série nas costas.



Falando em cardiologia, Cristina finalmente encontrou um Deus da cardio, só não esperava que o Deus fosse uma deusa e que está fosse amiguinha de Owen. Tão amiga que nutria e ainda nutre sentimentos por ele. Nunca gostei de Owen e agora gosto menos ainda, principalmente porque Cristina merece um homem tão arrogante e egoísta quanto ela.

E já que estou ranzinza feito House, tenho que dizer que se era para Izzie sair da série da maneira que saiu que tivesse então morrido de câncer na quinta temporada ou que tivesse sido atropelada como George. Salvá-la da morte pra sair como saiu foi a segunda pior coisa que Shonda Rhimes já fez em toda a série! A primeira, claro, foi ter tirado Kate Walsh de G.A (ainda que para estrelar Private Practice). Com a ausência da personagem mais dramática da série, Izzie Stevens, Sloan foi o candidato a ser dramático nessa temporada. Com a chegada de uma filha grávida, tão novinha quanto sua namorada (agora ex), Sloan aflorou seu lado paterno que na verdade deveria ter sido explorado com Lexie.

Com as cabeças sendo cortadas e a chega dos médicos de Mercy eu cheguei a pensar que essa temporada teria toda a putaria que tinha no começo, mas doce engano. No final das contas eles só serviram para morrer no episódio final. E que episódio foi aquele? A cada morte eu levava um susto! E isso porque eu já sabia o que iria acontecer. A cena da Meredith chorando, achando que o Derek estava morto foi espetacular! Assim como a covardia de Miranda e o heroísmo de Cristina na sala de cirurgia com uma arma em sua cabeça.



Em suma, apesar dos pesares, a temporada foi boa. Com a ausência de Ellen Pompeo no início por conta de sua licença maternidade fez com que Shonda prestasse mais atenção nos outros personagens e desenvolveu excelentes episódios centrados na história de cada um. Dessa forma conhecemos melhor Arizona Robbins e Lexie Grey.

Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
2 Comentários
2 comentar
avatar

Amei esta temporada! O final foi fantástico! Cristina deu um show de interpretação. Muito bom, não venho a hora de chegar a próxima temporada.

Responder
avatar

Eu tb Mamis quero muito saber como a Mer vai lidar com o aborto que sofreu!

Responder