Clássicos da TV Brasileira - TV Colosso

Não sei bem se a TV Colosso foi realmente um clássico, mas ficou no ar por 4 anos (de 1993 a 1997), com o grande fardo de substituir o aclamado Xou da Xuxa.


Em 93 eu tinha 9 anos, já não era exatamente uma baixinha da Xuxa, mas torci e retorci o meu nariz para a TV Colosso. Era uma idéia inconcebível que a Xuxa fosse substituída por bonecos de cachorro! Porém, pouco a pouco o meu ódio mortal pela Priscilla diminui. Nunca cheguei a amar o programa e nunca deixei de torcer pelas pulgas, para que finalmente conseguissem acabar com a programação, mas passei a aceitá-los.

      Abertura
    

O programa foi criado e dirigido por Luiz Ferré, Roberto Dornelles e o Boninho. A protagonista era a Priscilla, mas havia outros importantes personagens como o Capachão e o operador Borges, um bulldog, que era o diretor de imagem e ficava na cabine de controle chamando os desenhos animados. Aliás, acho que foram os desenhos que me fizeram continuar acompanhando o programa, que tinha um formato completamente diferente do Xou da Xuxa. TV Colosso tinha o formato de um programa que mostrava os bastidores de uma emissora de TV, sem auditório e sem nenhuma interação com o público.

Algumas das atrações eram paródias dos próprios programas da Rede Globo, como o "Jornal Colossal", sátira do Jornal Nacional e as "Olimpíadas de Cachorro", uma referência ao Esporte espetacular. Até o Você Decide foi vítima de paródias com o "Você Escolhe".

Como se não bastasse, a TV Colosso também fazia paródia dos programas de outras emissoras como o "Clip-cão", referência ao Clip Clip, com o apresentador Thunderdog, uma sátira ao Thunderbird; a novela mexicana "Pedigree", "Os Vegetais não Mentem", "A Princesa Pirata"; o seriado "As Aventuras do Super-Cão", entre outros. Por tudo isso, tive que admitir, com o passar do tempo, que o humor da TV Colosso era um humor no mínimo inteligente. Acredito que muitas crianças na época perderam algumas das referências citadas, mas o humor estava lá, mesmo para quem não pudesse entender as sátiras.

Mario Jorge Andrade dublava os personagens Gilmar/Supercão, Malabi, Dentinho e Bob Dog. O melhor de tudo é que se podia também ouvi-lo nos desenhos do programa como em He-man e Caverna do Dragão. Mônica Rossi, que dublava Teri Hatcher em “Lois & Clark: As Novas Aventuras do Superman”, dublava a protagonista Priscilla.

De todos os personagens do programa os meus favoritos eram sem dúvida as pulgas, que tentavam sabotar a programação e o chefe de cozinha que aparecia sempre ao final com seu chavão: Atention, tá na horrra de matarr a fomê, tá na mêss pessoaaaaal!

Em 1997, A TV Colosso foi substituída pelos programas da Angélica, O Angel Mix e Caça Talentos, mas deixou saudades em muitas crianças. Apesar do fardo de substituir a rainha dos baixinhos, o programa era inteligente e assim como os da TV Cultura, não tratava as crianças como “um ser idiota”.

       Encerramento
    

Michele Lima


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
7 Comentários
7 comentar
avatar

Gostava da TV Colosso, embora achasse a Priscilla chata. Pena que eu estudava de manhã e, assim, só via o final do programa diariamente ou um pouco mais às sextas-feiras, quando minhas aulas acabavam às 10h.

Mi, passavam desenhos no programa? Não me lembro...

Realmente, "a criança não é idiota" (LIMA, 2008).

Responder
avatar

tchururururu AUU! huiheauihaei
Atencion esta na hora de matar a fom! Ta na mesa psoaL!

Responder
avatar

cara a TV colosso saiu do nada era muito legal, tenho saudades e se o programa voltasse com certeza iria dar boas audiencias.

Abraços

Responder
avatar

Comparado ao que temos hoje, com toda certeza a TV Colosso faria muito sucesso! Se antes já fazia, imaginem agora!

Responder
avatar

Programa mito. Minha infância.

Responder
avatar

Comparado com aquele muleque idiota e aquela mina que apresentantam TV Globinho, TV Colosso merecia um Oscar.

Esses dois "apresentadores" acham que as crianças são tontas.

Responder