Noite em Casa

Casa Comigo?


Noite em Casa

Casa Comigo? tem o começo e o fim de uma clássica comédia romântica, mas o recheio do filme é simplesmente hilário. O tempo todo o telespectador fica com a sensação de que vai acontecer algo extraordinário, diferente do comum e tudo isso se deve a ótima atuação de Matthew Goode, como o mocinho da história.

Anna (Amy Adams) namora há quatro anos com Jeremy, que é cardiologista. Não pude deixar de rir quando ela chega à conclusão de que é muito tempo de namoro. Imaginem o que ela acharia de mim, que namoro há oito? Prestes a comprar o apartamento de seus sonhos, Jeremy a chama para jantar em um lugar super chique e como a amiga de Anna o havia visto saindo de uma joalheria, tudo indica que naquela noite, enfim, Jeremy a pediria em casamento. No entanto, o médico apenas lhe presenteia com um belo par de brincos. Quem leva a namora para jantar em um restaurante caro para apenas dar um par de brincos? Pobre mulher!

Entretanto, Anna não desiste, lembrando que na Irlanda, no dia 29 de fevereiro (ano bissexto), a cada quatro anos, as mulheres poderiam pedir seus noivos em casamento e como Jeremy estava justamente lá, Anna resolve partir para pedir a mão do namorado. Porém, uma forte chuva impede que seu avião chegue à Dublin e neste momento lembrei imediatamente de “A força do Destino” com Ben Affleck e Sandra Bullock (quem ainda não viu, veja). Desesperada, ela tenta de todas as maneiras chegar á cidade, até que vai parar numa pousada em um lugar no meio do nada. O dono do bar é Declan (Matthew Goode), um sujeito nada romântico, teimoso, metido, mal-educado e por isso mesmo muito engraçado.

Apesar dos clichês, como os protagonistas terem que dormir na mesma cama, passarem o tempo todo brigando, entre outras coisas, é importante destacar que o casal não é muito convencional. Chega a ser cruel o modo como Declan tira sarro de Anna. Confesso que no começo tive pena da moça. Porém, as caras e bocas que Declan faz, desdenhando Anna, são ótimas e a química entre eles é perfeita.

Destaque para as cenas dentro do carro de Declan e quando Anna conta para ele que, assim como eu, acredita que os frangos vêm da seção de congelados. Destaque também para a personagem Louis (de Louis Vuitton, a mala).

Casa Comigo? É uma ótima comédia, despretensiosa, que faz você rir muito! Duração: 100 minutos

    

Pigeon: Impossible

Nesta semana também assisti a mais um curta, Pigeon: Impossible, do diretor Lucas Martell, que conseguiu fazer tudo praticamente sozinho (escrever, dirigir, animar e produzir). Segundo Lucas, a animação foi a sua desculpa para aprender a animar em 3D.

O enredo é simples: um agente do governo chamado Walter sofre um “ataque” de um pombo pra lá de esperto, que queria comer a rua rosquinha (sem duplo sentido, por favor). Porém, o atrapalhado pombo fica preso dentro da pasta ultra-secreta de Walter e ao perceber o que está acontecendo, começa a se divertir com os botões que existem lá. Muito bem criticado nos festivais de animação como: SIGGRAPH 2009, DC Shorts e Savannah Film Festival, Pigeon faz a gente pensar duas vezes antes de brigar com um pombo! Duração: 6 minutos


    

Michele Lima


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
3 Comentários
3 comentar
avatar

Fiquei com vontade de ver "Casa comigo?". Valeu pela dica, Mi!

Responder
avatar

nossa to tão por fora de filmes, to me sentindo fora do mundo kkkkkkk eu assistia tanta coisa durante uma semana e atualmente nem 10 minutos ... preciso organizar melhor minha vida, ler meus livros, assistir aos filmes, bjussss

Responder
avatar

Giovi assiste sim, vc vai gostar!

Gi, só consigo pq me obrigo! Mas os curtas são ótimos, dá pra ver em menos de 10 minutos! rsrsrsrsrsrs

Responder