Clássicos da TV Brasileira - Convenção das bruxas e Contos de fadas


Semana passada cometei o filme "Abracadabra" e hoje relembro mais dois clássicos infantis. O primeiro é o filme "Convenção das bruxas" (1990), que não faz nenhum criança ter medo e o segundo é um clássico da TV cultura, "Contos de fadas", que marcou a minha infância, embora não seja o mais popular da minha geração.

Convenção das bruxas

Luke, um garoto de 10 anos, depois da morte de seus pais, é levado para a Inglaterra para viver com sua avó Helga. Ao chegar ao hotel, descobre que uma estranha convenção acontece por ali: um encontro de bruxas, mas não um simples encontro, é uma reunião para planejar transformar todas as crianças do mundo em ratos. Luke acaba sendo descoberto em uma das reuniões e se torna a primeira vitima, sendo transformado em rato junto com um menino chamado Bruno Jenkins.

Baseado no livro de Roald Dahl (de "A fantástica fábrica de chocolate") o filme tem a participação de Anjelica Huston , a bruxa chefe da convenção. Não sei o motivo, mas Anjelica Huston sempre fica muito bem no papel de gente má! "Convenção das bruxas" é um clássico da Sessão da tarde e do Cinema em casa. Gosto da idéia do filme de mostrar um encontro de bruxas e sempre que escuto a palavra convenção completo com “das bruxas”!

Contos de fadas

Como disse antes, "Contos de fadas", exibido pela TV Cultura, marcou a minha infância, principalmente os sábados entediantes dentro de casa. No entanto, o programa nunca foi extremamente popular aqui no Brasil.

A série foi produzida em 1982 até 1987 e foi criada pela atriz americana Shelley Duvall. Cada episódio era um conto diferente, com atores e cenários diferentes. Várias histórias foram apresentadas como “Cinderela”, “Branca de Neve”, “Rapunzel”, “O Flautista de Hamelin”, "A princesa e a ervilha", “A princesa e o Sapo”, “As princesas dançarinas”, entre outros. O conto “Aladdin e lâmpada mágica” teve a direção de Tim Burton, já o conto sobre Rip Van Winkle foi dirigido por Francis Ford Coppola. Além desses, diversos outros astros do cinema participaram de seus quase 30 episódios, como Robin Williams em a “Princesa e o Sapo”, Matthew Broderick, como o príncipe de “Cinderela”, Liza Minnelli em "A princesa e a ervilha", Christopher Reeve em “A Bela Adormecida”, entre outros.

Os meus preferidos não eram os clássicos, mas sim os mais desconhecidos como “As princesas dançarinas” e “A princesa e a ervilha”. Acho que por não conhecer a história dessas princesas, seus contos me pareciam mais interessantes.

Atualmente a TV Cultura está passando novamente a série, só que aos Domingos ao 12h00. Quem nunca assistiu vale a pena conferir pelo menos um conto desse clássico da TV Cultura.

     

Michele Lima

Livros - Submarino.com.br

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
7 Comentários
7 comentar
avatar

"O programa [Contos de Fadas] nunca foi extremamente popular no Brasil". Só se for aí no quadrilátero da República, porque qualquer ser-humano nascido nos anos 80 assistia e adorava Contos de Fadas.

Responder
avatar

não lembro muito do conto de fadas ...

convenção sim sim
bjuss

Responder
avatar

Vinicius, o mundo não gira ao seu redor e as pessoas nem sempre gostam das mesma coisa que vc. Muita gente que eu conhecço não não assistia ao programa Contos de fadas e se assistia, não era o programa preferido

Responder
avatar

Não conhecia muita gente que assistia o Conto de Fadas TV Cultura, mas como eu via sempre acaba influenciando os outros pra assistirem também. Na minha casa a hora do Conto de Fadas era sempre esperada, adoravámos ( eu meus irmãos), mas agora já não consigo mais assistir é a maturidade rsrs. Atualmente não consigo mais assistir o filme Convenção das Bruxas, mas me lembro que era bem legal.

Responder
avatar

Acho que a meia dúzia de gatos pingados que não assistia a Contos de Fadas faz parte de uma raça inferior que deve ser conduzida aos campos de concentração comunistas do PT.

Responder
avatar

Vinicius, talvez Hitler falasse o mesmo dos judeus! (cuidado com seu senso de humor...)

Responder
avatar

skin tags typically go on on the custody and On that point's surgical procedure. On that point are a lot oltre il controllo di una character e pu� essere una coincidenza per lo pi� del previsto. Add this spread onto your moles and continue each if this is the lawsuit.

Here is my webpage ... body warts

Responder