Noite em Casa: Preciosa – Uma História de Esperança

Resenha de Elda Rodrigues


Preciosa – Uma História de Esperança, dirigido por Lee Daniels, é uma adaptação do livro Best – Seller chamado Push, baseado nas experiências vividas pela escritora Sapphire como assistente social.

O filme é narrado em alguns momentos pela própria protagonista Claireece Jones (Gabourey Sidibe), que conta seu drama vivido desde criança, como estupro, rejeição e tudo de ruim que ninguém aguentaria suportar, principalmente uma criança.

Claireece é uma garota que parece nunca ter sido feliz na vida (não mesmo), nascida num bairro pobre, sendo negra, gorda, sem ser amada por ninguém, nem pelos próprios pais, sendo sua vida um completo inferno. Aos dezesseis anos engravida pela segunda vez do próprio pai, sua mãe (Mo'Nique) em vez de apoiá-la, dando um basta na situação, denunciando-o, pois a menina foi violentada ainda bebê, sentia ciúmes do “amor” que o pai sentia pela filha e a via como inimiga. A mãe dizia que a garota havia roubado seu homem; um completo absurdo.

Óbvio que toda essa situação mexeu com auto-estima da adolescente, afinal sua mãe só servia para humilhá-la, agredi-la tanto fisicamente como psicologicamente, com isso os danos causados a Claireece foram bruscos demais e ela acabou ficando isolada de tudo e de todos, não conseguindo aprender a ler, nem a escrever e como estava grávida, foi mandada para uma escola especial.


A escola alternativa foi uma grande chance de mudança na vida da protagonista, lá ela também conheceu jovens problemáticas como ela, apesar do caso dela ser o pior de todos. Também conheceu uma ótima professora que a apoiou, ajudando-a a dar outro rumo em sua vida e teve a ajuda da assistente social interpretada por Mariah Carey (sim ela está irreconhecível, não só na aparência física, mas porque mostrou talento para interpretar). Mesmo estando acostumada a ouvir vários casos em sua carreira, a assistente fica indignada com o que aconteceu na vida da Claireece e a partir daí sua vida passa por mudanças sérias; afinal, alguém precisava saber de seu drama e Claireece precisava ser feliz pelo menos uma vez na vida.

Todas as interpretações foram muito boas, principalmente as das atrizes Gabourey Sidibe, uma vez que sentimos muita pena da personagem e Mo’Nique, que interpreta uma mãe que nos deixa com ódio. Aliás, Não foi à toa que a atriz ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, afinal a personagem é totalmente repulsiva e pode entrar para a galeria dos personagens mais odiados do mundo do cinema.

Preciosa – Uma História de Esperança nos ensina que a realidade é sempre muito dura de ver, mas nunca deve ser ignorada. Por isso, apesar de doer um pouquinho, já que o filme é uma denúncia social, sem ser piegas, vale muito à pena assistir. Duração: 110 minutos

     

Elda Rodrigues


Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
3 Comentários
3 comentar
avatar

Ainda não assisti a esse filme, mas ele teve várias indicações ao Oscar, incluindo Melhor Diretor, e foi produzido por Oprah Winfrey, então deve valer a pena.

Responder
avatar

Eu também ainda não assisti a esse filme, preciso comprar mais caixas de lenços! rsrsrsrsrsrsrsrs

Responder
avatar

Esse filme é muito bom dá muita vontade de abraçar a Clareece e a Mary mãe dela é mesmo muito má. Mariah está ótima (novo single dela Oh Santa http://www.youtube.com/watch?v=gQy_-CNIMEw ), Lenny Kravitz também. Amei e chorei muito.

Responder