As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada

 Quando saiu o primeiro filme da série Nárnia fiquei tão empolgada que comprei o livro com todas as histórias. Quando comecei a ler percebi que a história do primeiro filme “O leão, o guarda-roupa e a feiticeira” era na verdade o segundo livro da série e que o primeiro livro “O sobrinho do mago”, era muito mais interessante, pois é lá que descobrimos a origem do guarda-roupa e da feiticeira. Porém, à medida que fui lendo, fui me decepcionando, isso porque as evidências católicas iam ficando cada vez mais forte, deixando tudo muito óbvio.

O segundo filme, “Príncipe Caspian” foi também decepcionante, não conseguiu passar a emoção que tinha no livro e a história foi adaptada demais, com muitos cortes. No entanto, “A viagem do Peregrino da Alvorada” se saiu melhor. Assisti ao filme com três crianças e apesar de ter gostado, as crianças detestaram, tudo porque, segundo eles, o filme era longo (115 minutos); tudo bem que “Harry Potter e as relíquias da morte” também é longo, bem mais longo, e nem por isso a criançada reclamou! Porém, Harry Potter é Harry Potter e Nárnia não chega nem perto da saga do bruxinho. Além disso, as lições de moral que cercam todo o filme o deixam um tanto tedioso, o que deve aborrecer mesmo qualquer um, mas olhando para o aspecto positivo do filme, os efeitos especiais estão ótimos e o enredo está repleto de ação.

Os irmãos Pevensie, Edmundo (Skandar Keynes) e Lúcia (Georgie Henley), retornam à Nárnia junto com o arrogante primo Eustáquio Mísero e logo se encontram com o príncipe Caspian, agora Rei. Caspian está em uma missão em um navio, tentando encontrar os Sete Lordes Desaparecidos de Telmar. A bordo do Peregrino da Alvorada, os quatro, juntamente com o rato falante Ripchip, partem para uma série de aventuras até encontrarem o País de Aslan! 

Pedro e Susana não estão mais presentes na história e o mesmo acontecerá em breve com os outros, pois segundo Aslam eles não precisam mais voltar para Nárnia e quando Lúcia diz que sentirá sua falta, o leão solta um “brilhante” enigma religioso: ele sempre existiu no mundo dela, mas ela o conhece com outro nome!

Quem já leu o livro sabe que eles voltam na última história para um final ridículo que decepcionará crianças do mundo inteiro. Porém, até lá, a série Nárnia ainda pode mostrar muitas aventuras, principalmente se continuar acertando o tom da ação e se conseguirem diminuir o moralismo do autor C.S. Lewis.

Michele Lima


Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
5 Comentários
5 comentar
avatar

Eu fui assistir Narnia, confeço que gostei, mas isso pq assim como o próprio autor do livro, sou protestante/evangelica e o livro realmente está cheio de referencias a teologia crista, nossa epopeia do pecado, do perdão e do juizo onde Cristo, o Leão da Tribo de Judá, é o centro... Me arrepio lendo Narnia pq está embricada na minha fé...

O segundo filme realmente foi muito adaptado e o terceiro também, mas eu gostei e no final o público presente na sala em que eu estava aplaudiu.

Mas, enfim, Recife é uma cidade cristã onde igrejas protestantes/evangelicas se expalham por toda parte e os templos catolicos tem sua força também. Daí que a história ganhe força no imaginario geral especialmente quando Aslã diz que existe em nosso mundo também!!!!

É muito interessante ver como as opniões são diferentes sobre um mesmo assunto, como alguém pode gostar muito e outra pessoa não e mesmo assim as duas terem sua razão e estarem certas em seu ponto de vista!

Responder
avatar

Oi Pandora! Olha o que me decepcionou em Nárnia não foram exatamente as referências religiosas, mas o fato delas deixarem as histórias muito óbvias e isso me fez perder o interesse; antes de ler o último livro eu já sabia o que iria acontecer....

Mas concordo com vc, cada um tem seu ponto de vista e conheço muita gente que adorou ler Nárnia.

Gostei do seu comentário!

Bjs

Responder
avatar

michele o que acontece no final da historia

Responder
avatar

pedro e susana não voltão mais para narnia

Responder
avatar

Eles não voltam mesmo para a Nárnia Camila só os outros dois e alerta spoiler:

Como Aslam é Deus, acho que vc já pode imaginar que ali não é bem a terra, né? Até os pais mortos deles aparecem no final!

Bjs

Responder