Noite em Casa - Juntos pelo Acaso


Sim, mais uma comédia romântica com Katherine Heigl e assim como “A verdade nua e crua”, essa é uma das pouca comédia que Heigl acerta.

“Juntos pelo acaso” tem tudo o que uma comédia romântica tem, mas é um pouco diferente das demais, pois logo na primeira cena assistimos a Messer e Holly em um encontro arranjado por seus melhores amigos. Messer é realmente um cara idiota e por isso o encontro vai por água abaixo. Porém, o casal de amigos tem uma filha e os dois são os padrinhos. Mesmo se odiando os dois convivem bem, tudo em prol dos amigos. Messer continua sendo um babaca e Holly a solteirona certinha. No entanto, no dia que Holly finalmente arranja um encontro com aquele príncipe encantado, recebe uma ligação da polícia dizendo que seus amigos faleceram.

Holly e Messer se tornam tutores da fofíssima Sophie, muito a contra gosto, tanto que tentam empurrá-la para algum parente, o que acaba não dando certo. Sem outra opção, os dois passam a morar na casa dos amigos falecidos e tentam cuidar de Sophie, abrindo mão de muitas coisas, inclusive de oportunidades profissionais. 
A comédia fica por conta da tentativa frustrada do casal de tentar serem os pais perfeitos, sem nem ao menos saberem como trocar uma fralda (com cena de cocô na cara e tudo). Não sei como conseguem, mas Sophie é tão boa que rir e chora sempre nas horas certas (será que beliscam os bebês para conseguirem isso?)

Além de começar pelo avesso, “Juntos pelo acaso” é mais comédia do que romance; uma hora de filme e nenhum beijo entre eles! Os protagonistas se apaixonam e nem se interessam à primeira vista, tudo acontece aos pouco, à medida que vão cuidando de Sophie. Além da ótima interpretação da bebê, a assistente social é um dos destaques do filme.

Quanto ás interpretações, nenhuma novidade, Josh Duhamel e Heighl continuam os mesmo, mas foi bom ver Josh Lucas (do filme "Doce lar") de novo!

“Juntos pelo acaso” não é o melhor filme de Heighl e nem entra no meu top 10 de comédias românticas, mas é fofo e engraçado; quem gosta do gênero vai gostar desse filme. Duração: 112 min.

       

Michele Lima


Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
3 Comentários
3 comentar
avatar

Eu gostei, mas achei longo demais e também não entraria na lista dos meus preferidos.
Heigl está produzindo seus próprios filmes, ela ainda tem muito o que aprender, pois a maioria dos filmes que ela fez até agora são bobinhos demais pro meu gosto, apesar de ter gostado muito de "A Verdade Nua e Crua".

Responder
avatar

Essa moça concorreu como melhor atriz de filme no People's choice awards - acabei de ver. Perdeu para a Bella.

Responder
avatar

Sem chance Giovi a Bella e o Edward possuem um grande apelo popular.....

Responder