Terminou

Terminou! E não tem mais volta! Sete anos juntos, quase uma vida! No começo tudo era um mar de rosas, ceder nunca era um problema e eu era sempre tratada com a pessoa mais importante e especial do mundo. Eu sei, são todos assim, iguais. Falta de aviso não foi, mas me recusei a enxergar a verdade e dizia que as coisas não eram como todos diziam. Amargo engano.

Com o passar do tempo a doçura se foi e a forma de tratamento mudou drasticamente, eu não era a mais importante, era apenas só mais uma. E por que motivo continuar um relacionamento assim? Não sei, terminar sempre foi o mais complicado; sempre se escuta coisas absurdas e sempre somos convencidos a continuar.

O último ano foi o pior de todos, calúnias, brigas; um relacionamento torturante em que apenas um estava satisfeito e esse “um” não era eu. Acusada injustamente de dividi-lo com outras pessoas, cobranças indevidas, abuso de poder, enfim, algo sufocante. Tanto que mesmo sabendo da dificuldade de terminar esse relacionamento eu fui em frente! Claro que não foi tão fácil e tive que adiar algumas vezes, sempre cedendo aos seus caprichos, mas no dia em que fui chantageada por algo que não fiz, percebi que não havia mais volta. Esperei o tempo certo e consegui terminar. Avisei a todos e me despedi desse relacionamento de sete anos, com uma sensação incrível de liberdade.

Nunca mais irei precisar ficar uma hora na linha para ser atendida, nem perceber que, convenientemente, desligaram o telefone na minha cara, com a desculpa de que a linha caiu! Livre de cobranças inexistentes, livres de contratos que nunca acabam, livre de você Provedor Terra!

Livre.

Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
9 Comentários
9 comentar
avatar

Muito bom, excelente! Tchau terra! Vem pra Marte Michele, rsrsrs bjs

Responder
avatar

huhu!!! Liberdade liberdade abra as asas sobre nós!!!

Responder
avatar

Pandora!!!Muito bom ficar livre desses provedores! rs

Mamis! Nem precisa chamar duas vezes, já aterrissei em marte!kkkkk

Responder
avatar

Aff, Michele! Que susto!
Achei que você estava encerrando as atividades do blog! hehehe

Responder
avatar

"Atividades do blog"?! Eu achei que ela havia encerrado a vida amorosa, enquanto eu lia eu pensava (nossa! 2011 está sendo um ano cão pra ela) e uma música vinha na minha cabeça (You oughta Know).

Responder
avatar

Quando me deparei com o texto, pensei na vida amorosa, mas quando li 'sete anos', percebi que era outra coisa. A vida amorosa tem uns anos a mais que isso...
Daí, pensei que fosse um conto sobre vida amorosa. Final surpreendente! Parabéns!
E agora, é escrava de quem?
Bjo
Giovi
direto da terra do pinhão

Responder
avatar

Gente, nem a vida amorosa e nem o blog! A Giovi é esperta, minha vida amorosa tem 9 anos! kkkkkkk Agora sou escrava da Globo, mas pago bem menos!!!

Que bom que gostaram do texto!

Responder
avatar

Não, Vini! O meu julgamento foi ao ver o "FIM" no cabeçalho do post. Depois de começar a ler, fui descobrir que o tema era outro!

Responder
avatar

Bem-vinda à Globo... viu só como o capitalismo selvagem sempre vence?!

Responder