Noite em casa - Entre dois mundos

Depois de ser chantageada com chocolates, minha amiga Jaci, do blog "Uma Pandora e sua caixa", resolveu finalmente fazer uma resenha para o "Notas de Rodapé". O que não faz um chocolate!

Entre dois mundos



Dizem os sites especializados sobre cinema que a história de Jonh Carter, personagem principal do filme "Entre dois mundos", é longa... Bem, a parte do que eles dizem, quando eu sentei na cadeira do cinema para assistir meu primeiro filme em 3D, eu estava totalmente alheia a essa longa história, queria mesmo era relaxar a mente e ver um besteirol americano qualquer, mas não... não... não... definitivamente, não deu certo.

Afinal, eu tinha passado a tarde inteira pesquisando sobre Recife dos anos de 1880, aí quando eu sento, coloco meu óculos 3D, toda cheia de mim e me armo com meu enorme pacote de jujuba, eis que me vejo em Londres no fim do século XIX. Quer saber o primeiro pensamento que vem a mente nesse instante? Não? Eu conto assim mesmo: "Ninguém Merece!". Mas, eu já estava ali mesmo néh, tinha pago, estava bem armada com minhas jujubas, então se era pra ser o jeito, o melhor foi ver.

“Entre dois mundos” conta a história de John Carter, um guerreiro nato, mais escorregadio do que mussum ensaboado que, tentando fugir de um inconveniente convite de participar de mais uma guerra, acaba indo parar em nada menos que Marte, mas ainda assim não consegue fugir de ser ver como um nobre participante de uma guerra. O que não deixa de ser uma ironia, admitamos rsrs...

Eu não precisei nem sair do cinema para perceber que "Entre dois mundos" não é uma história de nosso tempo e sim um típico conto de ficção cientifica do século XIX. Mais tarde fiquei sabendo que o autor da história é o mesmo que escreveu o “Tarzan”. Alguns sites dizem que a adaptação foi feliz em relação aos avanços tecnológicos e derivativos, realmente o filme é cheio de efeitos especiais e pirotecnias, mas nem isso faz a história deixar de ter a cara do século XIX.



A sociedade tecnologicamente desenvolvida de Marte é toda caucasiana branca, diversidade étnica nenhuma, a religião é monoteísta, diferindo do cristianismo apenas no tocante ao gênero da divindade, em que se cultua a uma deusa, o que, aliás, não impede do líder político e bélico de todos os povos do planeta ser exercido por homens, mesmo existindo mulheres guerreiras e cultas.

Ah, mas como estamos em Marte, então, não poderia faltar os homenzinhos verdes néh?!?! Lá tem, mas os homens verdes são os selvagens da história, guerreiros organizados em uma grande tribo, perdidos no meio do deserto, cheios de superstição e práticas de justiça violentas, além de claro terem 4 braços. Ainda que alguns deles sejam dotados de um bom coração, são definitivamente carentes de um contato salvador com a civilização que chega com o Carter, clarooo...

Qualquer semelhança com a imagem produzida pelos europeus sobre a África e os povos africanos durante o século XIX e inicio do XX não é mera coincidência, certo?!!!

Bem, no frigir dos ovos não foi dessa vez que eu consegui fugir do trabalho, mas confesso que me diverti assistindo ao filme; os efeitos especiais são o que devem ser, a história é recheada com humor, tem um romance legal entre o Carter e a Princesa de Marte, o Taylor Kitsch tem um corpinho inspirador e no final a gente ainda pode dar uma de nojentinha e dizer que o filme nem é tão legal e blá... blá... blá...


          

Jacilene Clemente

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
20 Comentários
20 comentar
avatar

Ah Jaci, pelo trailer parece legal! Aquele tipo de filme que serve para passar o tempo!!!!

Responder
avatar

Olha, te confesso que não fiquei com uma curiosidade imensa, sei lá, filmes de guerra, pra mim, são muito relativos. Mas vendo o trailer senti um certo ar de Star Wars... Poderia dizer que vou ver o filme, mas sou extremamente preguiçosa pra sentar na frente de uma tela, então não digo nada... Se tiver oportunidade, quem sabe eu assista.

Responder
avatar

Esse esta na minha lista; Ainda não tive tempo de ver, mas essa mistureba toda com guerra, me interessa ^^

Responder
avatar

Oi Jaci!
Achei esse filme muito bonito visualmente, porém cheio de valores equivocados. Não sei como gastaram tanto num roteiro desses. Há quem goste, a mim não convenceu. E pelo que ouvi falar tiveram o maior prejuízo.
Então o segredo contigo é o chocolate? Bom saber...
Beijos flor... Elis Culceag.
www.arquivopassional.com

Responder
avatar

A Gabriela falou tão mal desse filme que nem quis ir ver no cinema. Mas se o principal é bonitão até que vale a pena ver. Quando fui ver Thor no cinema foi um luxo ver aquele loirão sair da tela kkkkkk minha mãe falou que não deviamos ter ido assistir em 3D pq ele poderia me sequestrar, mas se acontecesse eu ficaria feliz da vida, a pesar de os loiros não são exaamente os meus preferidos.

Responder
avatar

Eu achei ele legal, da para passar o tempo bem... acho que eu só quis ser nojentinha mesmo kkkkkk

Responder
avatar

Bem, ai de ver ou não ver é com vc mesmo Seerig, e sim tem um que de Star Wars sim na concepção do visual do filme!!!

Responder
avatar

Eita!!! Eu li que a Disney pretendia fazer tipo uma trilogia, mas depois desse preju não vai rolar mesmo!!!

Responder
avatar

Aleska mesmo que os loiros não sejam os meus preferidos se aquele Thor quiser me sequestrar estamos aqui!!! Não oferecerei resistência alguma!!!! kkkk

Responder
avatar

Oi Jaci - acho que é a primeira vez que te chamo assim, rs - eu queria muito assistir ao filme, mas me desanimaram, dizendo que não era lá tão bom assim, enfim. Bem que gostaria de ler os livros antes, quem sabe sejam melhores, mas como o filme não foi lá muito bem, não sei até quando continuarão publicando os livros por aqui. Pena né?

Abraços.

Responder
avatar

Não consegui ver o vídeo (internet eca, ainda mais em dia de chuva). É uma pena, pq queria conferir o corpinho, ops, quer dizer... queria conferir essa trama, o visual de Star Wars que comentaram...
Quando eu era criança as histórias de ficção científica tinham um influência muito grande no nosso imaginário, pq a gente ainda tinha ilusões de que poderia haver vida em Marte. Hoje a ciência acabou com essa ilusão de que haveria um plano B para escaparmos de uma eventual destruição de nosso planeta. Pena que essa verdade não foi descoberta antes, talvez o ser humano tivesse acordado a tempo para não arrasar a Terra.

Responder
avatar

Não sei, nada nesse filme/livro me chama a atenção, não gosto da capa nem da sinopse, acho que é muita coisa misturada, guerreiro? século XIX? Marte?... Sei não.
Mas sua resenha como sempre são muito bem escritas.

Responder
avatar

Acho que é daqueles filmes de ação passável, mas eu adoro!!!!!!

Responder
avatar

Isso é verdade Luciano, às vezes é melhor ler o livro antes!!!!

Responder
avatar

Este filme é bom. Pode não ser o melhor.
Mais é bom. Rico em efeitos e tem um bom texto.
Beijos!

Responder
avatar

Eu gostei mais da Noiva Estressada, não que eu tenha visto o filme, mas o assunto é mais interessante, kkkkkkkkkkk. bjs

Responder
avatar

Nada como problemas reais né Mamis!!!

Responder
avatar

hahahaha você é feio, mas é bonitinho!! Gostei disso. O "mocinho" é lindo!
Acabei de assistir "As Flores de Kirkuk' e 'Entre dois mundos' não seria o filme recomendado para assistir em seguida - Como gosto de diversificar, quando tiver oportunidade vou assistir sim! Ainda não vi nos cinemas daqui. Bom feriado!!

Responder
avatar

Αssеsѕ anԁ learn morе about this
award-winning еrotic maѕsage? Thіs is one of the firѕt thіngs that youг
erotic massage offers it.

Fеel free tο ѕurf to my web-sitе :
: Sensual Massage London

Responder