Clássicos da TV Brasileira - Os Flintstones



Agora que comecei a falar dos personagens de Hanna-Barbera não consigo para mais. Hoje vou falar de um desenho que acompanhei durante muito tempo, embora também não fosse o meu predileto, já que o meu preferido sempre foi o “Scooby-Doo”. Porém, “Os Flintstones” é um desenho mundialmente clássico! Quem não se lembra do refrão do Fred? "Yabadabadoo"!

A animação mostra a vida de uma família de classe média na Idade da Pedra, na cidade de Bedrock. Fred, um pai de família, trabalha numa pedreira e tem como chefe o Senhor Pedregulho; é casado com Wilma e tem como filha uma garotinha chamada Pedrita. A família Flintstones tem como melhores amigos Barney e Betty Rubble, que possuem um filho adotivo chamado Bambam. 
Apesar de não gostar muito do Fred, tinha certa simpatia pela família, principalmente pelos Rubble. No entanto, o que eu mais gostava no desenho eram as engenhocas e o paralelo que eles faziam entre a modernidade e a vida na Idade da Pedra. Fred dirigia um carro com rodas de pedra, movido pelos pés e a família tinha como animal de estimação o Dino, um dinossauro e também um tigre-dente-de-sabre.

“Os Flintstones” é um clássico principalmente porque foi um dos grandes sucesso da dupla Hanna-Barbera, sendo que a primeira temporada foi exibida em 1960. O desenho foi o primeiro a ser exibido em horário nobre e com um tempo maior de duração. Além disso, outras séries foram lançadas com a família como, por exemplo, o desenho “Bambam e Pedrita” e “Fred Flintstone and Friends”.


Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
2 Comentários
2 comentar
avatar

Eu confesso que detesto esse desenho... Arg... Fred é ultra alienado, esse jeito dele chamar a Vilmaaaaaa, as relações trabalhistas escrotas, o grande potencial intelectual do Barney eternamente desperdiçado em uma pedreira... Sei lá, não curtia vejo o nosso mundo refletido nas cavernas e me da agonia...

Ah, mas confesso que sempre achei engraçado o fato deles comemorarem o Natal mesmo vivendo trocentos anos Antes de Cristo. rsrsrsr

Responder
avatar

Tudo isso é verdade Jaci, por isso o desenho não era o meu preferido, mas tinha simpatia pelo coitado do Barney!

Responder