Minha lua de mel

Depois de 4 meses de casamento eu finalmente tive minha lua de mel, luazinha, na verdade, já que foi só um fim de semana! Entretanto, apesar do curto tempo, eu tenho tanta coisa pra falar que dividi o post em duas partes!


Parte I – O lado negativo

Antes de falar da Argentina eu preciso contar sobre o meu pânico de avião. Eu realmente odeio viajar naquilo, principalmente quando tem turbulência. Quando eu tinha 15 anos meu pânico foi tão grande que a aeromoça me disse que se eu não me controlasse eu teria que descer em Natal (na escala para Fortaleza) porque eu poderia espalhar o pânico pela tripulação. Sinceramente, eu teria amado ter descido em Natal e voltar de ônibus pra casa, mas minha mãe me olhou com olhos de quem diz: para de chorar se não você apanha aqui mesmo! E eu tive que engolir o choro, achei que era melhor morrer com dignidade!

                                           Não reparem, a data da máquina está maluca!

Dessa vez eu não fiz escândalos, em maio eu tinha andado de avião e foi tudo bem, tinha certeza de que ficaria bem. E eu fiquei, até ele entrar em uma área de turbulência e o negócio começar a balançar mais que balanço em parque infantil. Eu olhava para as asas e o material parecia tão velho que eu achava que ia se quebrar no meio. Logo, como sempre acontece comigo, uma aeromoça veio me perguntar se estava tudo bem. Bom, eu estava rezando para os todos os santos, mas quando eu vi ela sorrindo, eu pensei: ninguém morre sorrindo desse jeito, deve estar tudo bem. E segundo ela, estava, parece que é comum o avião balançar mais que bambolê. Só sei que agradeci a Deus quando o avião chegou em Porto Alegre, porque tinha escala por lá. Depois a viagem pra Argentina foi mais tranquila, os gaúchos que estavam no avião estavam tão alegres que acabei relaxando.

Agora falando de Buenos Aires, eu tinha um professor argentino que dizia que eles odiavam amar o Brasil e que a rivalidade no futebol não afetava o turismo. Hoje posso dizer que é pura verdade! Buenos Aires recebe muito bem seus turistas brasileiros!

A cidade é muito bonita e lembra São Paulo em alguns aspectos, mas vou começar falando dos pontos negativos do passeio: o preço! O pacote até que não foi caro, mas diziam que em Buenos Aires era possível comprar muitas coisas baratas como tênis, artigos de couro, roupa, etc. No entanto, não é bem assim. A cidade é realmente voltada para o turismo, você pode pagar qualquer coisa com euro, dólar, real ou em peso. A moeda argentina vale bem menos. Lá você troca 1 real por 2,23 pesos, o que nos dá uma falsa impressão de que com pouco você tem muito. Falsa porque nãoa adianta nada o real valer o dobro por lá se os preços estão em dobro também! Um café custa 14 pesos e são quase 7 reais! Um contrafilé (sem nenhum acompanhamento) está na média de 80 pesos, são 40 reais! Um refrigerante por 17 pesos é quase oito reais! O táxi, nem se fala, parece que é bandeira dois o tempo todo! E eu ri quando o recepcionista do Hotel me indicou um show de tango que custava 500 pesos por pessoa! Enfim, fiquei frustrada no quesito compras, mas pude aproveitar bastante no quesito turismo!


O tempo foi curto, mas conseguimos visitar alguns pontos turísticos. Logo no primeiro dia fomos ao famoso Café Tortoni e pagamos 300 pesos para comer um Filé Mignon com salada de maionese! Sério, nem arroz tinha! Depois caminhamos um pouco pelo centro, jantamos em um restaurante perto do Hotel e lá conhecemos um garçom super gentil que nos ensinou a andar de ônibus pela cidade! Verdade seja dita: é muito mais fácil do que em São Paulo. Os ônibus só têm números que estão expostos nas paradas pra você saber qual ônibus passa por lá. Como estávamos hospedados no centro, quase todos os ônibus passavam por lá, então, ir ao zoológico foi moleza!

Como o post já está enorme, conto sobre o restante da viagem no próximo! Aguardem as cenas do próximo capítulo!

Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
13 Comentários
13 comentar
avatar

Eu já te disse que adoro a sua mãe?!?! kkkkkkkkkk Eu ri com a didática dela e você falando em morrer com dignidade kkkk....

Alguns amigos meus foram a Argentina, passaram 40 dias hospedados na casa de uma professora, voltaram dizendo amar vinhos e detestar a comida (carne+arroz+batata frita), mas falaram tanto de lá que estou com vontade de ir.

Ah, que bom que vc sobreviveu e voltou com o bom humor de sempre para contar a história Mi.

Responder
avatar

que bom que a lua de mel chegou!!!!! :-)

Responder
avatar

Meu amigo tb passou a lua de mel lá e reclamou da mesma coisa: o preço. Ele teve que se controlar mt pra nao comprar na loja do BOCA. Putz eu bem que me esqueci de te pedir um cartão postal! raios duplos! rss bom então que venha as boas noticias^_^. Beijos!

Responder
avatar

Todos adoram a minha mãe, mas ninguém sabe como foi passar a infância com ela! rsrsrsrsr brincadeira, ela é um doce é só não pertubá-la! rsrsrsrsrs

Responder
avatar

Alê, se tivesse dito eu tinha comprado um pra vc!!!

Responder
avatar

As pessoas dizem o mesmo de mim em relação a Rafaela. :) Vai ver é do sangue nordestino, nós temos uma maneira peculiar de demonstrar amor Mi!!!

Responder
avatar

Eu adoro Buenos Aires, mas cidade turística é sempre mais cara.
Ri sobre as refeições, eles não comem arroz, é preciso pedir à parte e se paga. Eles comem carne e só, gaúchos autênticos e uruguaios também, vocês tiveram sorte com uma maionese, rs Se faz compras razoáveis em Buenos Aires, mas fora das áreas centrais onde está cheio de turista.
De qualquer forma Lua-de-mel em uma cidade charmosa como Buenos Aires é sempre bom.
bjs
Jussara

Responder
avatar

Foi bom sim Jussara, apesar dos preços e da comida! mas é bom saber algumas dicas para uma próxima vez, né? rsrsrs

Bjs

Responder
avatar

Finalmente Mi!!!! Que legal!!!!!! Depois do filme "Medianeras" vou ficar reparando na arquitetura irregular da cidade, eu gostaria muito de conhecer, mas pelo visto é bem cara mesmo rsrs

Responder
avatar

Legal belo relato ! pois é faz algum tempo que Buenos Aires ficou cara para nós brasileiros, bom mesmo foi quem conseguiu ir entre 2009 e 2011, minha amiga foi e disse que foi ótimo se sentir rica em Buenos Aires ,,, rs . Mas vale a pena como passeio, conhecer outros lugares, cultura e pessoa, fizeram amigo por lá ? espero que sim

[]s

Responder
avatar

Puxa, eu tb queria me sentir rica me Buenos Aires!!!

Responder