São Cosme e Damião




Este post faz parte da série de blogagem que minha querida amiga Aleska, do blog A Menina das Ideias  propôs sobre o dia das crianças!

Bom, meu relacionamento com São Cosme e Damião foi muito profundo durante um tempo. Acontece que quando eu tinha dois anos de idade eu peguei rubéola pela segunda vez. Está certo, só se pega uma vez, mas esse foi o diagnóstico dado na época. Eu estava com a minha mãe no Ceará e minha avó estava muito doente, na verdade, com câncer terminal e para piorar a situação eu fiquei gravemente doente também. Segundo a minha mãe, fiquei dias e dias internada com uma febre que parecia que nunca iria passar! Então, desesperada, minha que é super católica fez a seguinte promessa: se salvarem a minha filha, todo ano ela distribuirá balas para crianças no dia de São Cosme e Damião! Nem preciso dizer que achei a promessa super injusta, né? Minha mãe fez a promessa, ela quem deveria cumpri-la! Mas o fato é que eu fazia! Todo ano comprava um monte de sacos de balas e destruía na escola, claro que com o tempo percebi que era uma ótima forma de ser popular, pelo menos dos dias dos Santos.

                                                        Adorava dar balas soft, aquela que se você se engasga morre!

Minha mãe me contava sempre essa história todo ano, juntamente com a história de São Cosme e Damião, mas nunca consegui ter a fé que ela tinha, no mínimo só achava interessante. Acontece que fé é realmente algo inexplicável, não dá pra tentar entender porque alguém pode achar que promessas a Santos podem fazer milagres, mas enfim, respeitava a crença dela, até que depois dos 18 ficou difícil cumprir, afinal, já não tinha tanta criança conhecida para entregar bala! E apesar de não ter fé em Santos, todo dia de São Cosme e Damião que eu não entrego balas sinto uma pequena ponta de remorso.


Michele Lima

Blogueira, tradutora, revisora, redatora, professora e pau pra toda obra. contato: michele_silvalima
@yahoo.com.br

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 comentar